23/01/2005 – Um baile azul e branco no Maraca (Flamengo 0x3 Olaria)

Olaria x Flamengo 2005

zebras

Por Emerson Pereira

Olaria x Flamengo 2005
DOMINGO AZUL. Na tristeza de Dimba, a festa do Olaria (Foto: Paulo Nicolella/Jornal do Brasil)

Para o Olaria, o Campeonato Carioca de 2005 será sempre marcado pelo rebaixamento para a Segunda Divisão, com apenas seis pontos somados. Porém, a sua única vitória no certame foi logo na estreia, diante do atual campeão: o Flamengo, no Estádio do Maracanã. Se o fim foi trágico para o Azulão da Rua Bariri, o começo foi animador.

Dias antes da estreia no Cariocão, Marcio Braga, então presidente do Flamengo, chegou a ameaçar a desistência do rubro-negro da competição, caso a Comissão de Arbitragem da Ferj (Coaf) não fosse extinta. Porém, logo após reunião com a direção da Federação, o mandatário garantiu o Mengão na competição, mas com um “pé atrás”. “Discutimos vários pontos, mas avançamos pouco. O presidente em exercício (Rubens Lopes) pediu um crédito e disse que ele mesmo irá acompanhar a Comissão de Arbitragem de perto. Vamos ver no que dá”, declarou Márcio Braga.

Após dias tumultuados e a perda do título do Torneio de Verão diante do Volta Redonda, o Flamengo foi encarar o Olaria no Maracanã. Sob o comando do ex-meia Arthurzinho, o Azulão da Rua Bariri não tomou conhecimento dos rubro-negros, assim como em 2003 (2 a 0) e 2004 (1 a 0) e venceu.

O Olaria só precisou de 43 minutos para construir o belo resultado. Na marca dos 24 minutos, França avançou pela esquerda e alçou bola na área. Edvaldo foi mais alto que o zagueiro Fabiano e cabeceou à esquerda de Diego para abrir a contagem em favor dos olariense.

A desorganização flamenguista, que tentava o empate nas bolas paradas, facilitava a vida dos visitantes. William chegou perto de marcar em contra-ataque, quando saiu frente a frente com Diego, mas bateu mal. O atacante se redimiu colando, em seguida, duas bolas na rede. Aos 41, em cobrança de falta da direita, ele foi no segundo andar e testou na direita: 2 a 0 Olaria. Dois minutos mais tarde, Léo executou cruzamento certeiro para William, que bateu e fez o terceiro do Azulão da Rua Bariri.

Apesar da grande vantagem, o Olaria não se acomodou. Nos minutos iniciais do segundo tempo, William recebeu lançamento em profundidade, ganhou da marcação e rolou para Edvaldo. Ele pegou de primeira, mas Diego fez grande defesa.

O time olariense ficou com um a menos com a expulsão de Léo. Sendo assim, o Flamengo se lançou ao ataque, mas parava sempre nas belas defesas de Marcos Leandro. André Santos, Marcos Denner, Bruno, Adrianinho, Ibson, Júnior e Dimba tentaram, mas não furaram o bloqueio do arqueiro da Bariri. A melhor oportunidade foi justamente do experiente Dimba. Após chute de Zinho rebatido por Marcos Leandro, com o gol livre, ele isolou.

Ao som de vais, o time do rubro-negro foi para o vestiários. Já a pequena torcida do Olaria pulava de alegria a vitória por 3 a 0…

Enfim, 23 de janeiro de 2005 era dia de zebra.

DADOS DA PARTIDA:

Flamengo
0
3
Olaria
Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro-RJ Data: Sábado, 23/01/2005 Horário: 16:00
Árbitro: Wagner Tardelli
Assistentes:
 Dibert Predosa e Elson Passos Sena Filho

Diego; Fábio (Adrianinho), Thiago, Fabiano e Júlio Moraes (André Santos); Da Silva, Júnior, Ibson e Zinho; Marcos Denner (Bruno) e Dimba. Técnico: Júlio César Leal.
Marcos Leandro; Domício, Betinho (Fabão), Berg e Jarró; Marcelo Souza (Valtinho), Júlio César, França (Dedeco) e Léo; William e Edvaldo. Técnico: Arthurzinho.
Júnior
França, Da Silva, Léo e William
Não houve
Léo
Edvaldo (0x1 - 24' 1ºT) e William (0x2 - 41' 1ºT | 0x3 - 43' 1ºT)
45.279 pagantes