Após perseguição em campo, Douglas Lima declara: ‘Sabia que viriam assim para cima de mim’

Por João Pedro (Foto: André Soares/Madureira EC)

Madureira perdeu a chance de classificação. O tricolor suburbano ficou no empate com o Fluminense, 2 a 2, no estádio Moça Bonita, em Bangu. Uma vitória seria importante para o time sonhar com uma vaga, porém esbarrou no bom time das Laranjeiras. Entretanto, o lateral esquerdo, declarou que eles terminarão o campeonato com o pé direito.

– Mas agora vamos trabalhar, nesses dois dias que faltam. Vamos fechar com chave de ouro, tentando vencer dentro de casa – declarou.

Sobre a perseguição em campo e da torcida do Fluminense, tem nome e sobrenome: Gustavo Scarpa. Douglas Lima se envolveu em um lance com o meio-campo das Laranjeiras, na Taça Guanabara e desde então, o atleta não voltou aos gramados, pois teve uma lesão grave. Por isso, já esperava uma reação negativa do time adversário.

– É, eu sabia que eles viriam assim, para cima de mim, numa agressividade a mais. Foi por causa do lance do Scarpa, num jogo do primeiro turno. Mas a cabeça está tranquila e focada, pensei só em jogar futebol – explicou.

O jogador do Madureira mostrou solidariedade e foi falar com Scarpa sobre a jogada. Com humildade, deixou claro que não houve maldade.

– Cheguei a pedir desculpas para ele, porque o lance não foi intencional.  Jamais eu iria querer machucá-lo, mas acontece, são coisas do futebol. Está tudo certo entre eu e ele, mas a torcida não esquece fácil – disse.

Independente desse lance marcante negativamente, Douglas ficou marcado no Carioca pelas boas partidas e sondagens de outros clubes, um deles seria o Vasco. No entanto, o lateral deixou claro que são boatos e está por fora disso.

– Minha cabeça está tranquila com isso. Boatos, não tem nada feito, fiquei sabendo de nada – esclareceu.

Para a próxima partida contra o Bangu, em Conselheiro Galvão, domingo, 02, às 16h, o tricolor suburbano tem a chance de terminar bem, a Taça Rio.