Boavista perde para o América-RN e decide vaga em Natal

Por Super Gol

1 - Cópia - Cópia (2)Após conquistar a Taça Rio, o Boavista entrou em campo, 02, pela Copa do Brasil. O adversário: o embalado América de Natal, que vem de quatro vitórias no Campeonato Potiguar, onde é líder. Os visitante não perderam a viagem, superaram por 2 a 1 o Verdão, conseguindo grande vantagem para o jogo de volta, além de quebrar a invencibilidade do time jogando no Eucyr Resende, em Saquarema.

A partida

Os primeiros minutos foram de muito equilíbrio. A primeira chegada do Boavista ocorreu aos 13 minutos, quando Daniel arriscou de fora da área, mas o goleiro Dida ficou com a bola. Dois minutos mais tarde, em tabela entre Arthur Maia e Rodrigo Pimpão, Max foi acionado e concluiu para a grande defesa de Getúlio Vargas.

Com maior volume de jogo, o Verdão de Saquarema pressionava. Aos 22, Thiaguinho fez grande jogada individual e finalizou na esquerda do gol, mas Dida foi lá e salvou. Como o ditado diz: “quem não faz leva”, aos 29 minutos, levou: Arthur Maia arrancou do meio campo, passou por dois e cruzou na medida para Rodrigo Pimpão, que não desperdiçou: 0x1 América.

Na saída da bola Thiaguinho bateu de longe, mas sobre a meta potiguar. Aos 35, Rodrigo Pimpão lançou para Arthur Maia que, dentro da área, soltou um foguete para marcar o segundo do Dragão.

Aos 44, a equipe do Boavista ficou na bronca com a arbitragem, quando Thiaguinho caiu dentro da área. Nada foi marcado.

Com um a mais, Boavista pressiona e garante o segundo jogo

Na volta do intervalo, a dupla Arthur Maia e Rodrigo Pimpão seguiu levando perigo ao gol de Getúlio Vargas. Aos cinco, em tabela, Pimpão bateu de cobertura; em cima da linha, Gustavo Geladeira tirou. Imediatamente o Verdão respondeu: Romário avançava para marcar quando foi derrubado dentro da área. O árbitro Devarly Lira do Rosário assinalou a penalidade. O mesmo Gustavo que salvou no minuto anterior foi para a bola e diminuiu: BSC 1×2 AFC.

Aos nove minutos, Arthur Maia, que já tinha amarelo, tentou chutar a bola no atleta adversário, quando estava caído e com o jogo paralisado. Ele acabou expulso. Com a vantagem numérica, o Boavista foi pra dentro do time do Rio Grande do Norte, porém, não tinha êxito nas finalizações.

Como na etapa inicial, numa da poucas chegadas, Max tocou para Rodrigo Pimpão. O atacante novamente marcou, só que foi assinalado o impedimento.

Aos 37 minutos, Lucas, que acabara de entrar, aproveitou sobra e chegou batendo, a bola saiu pela esquerda. Aos 41, Daniel rolou mais na frente para Lucas, que encheu o pé e a bola explodiu no travessão de Dida.

Nos minutos finais, as equipes foram para o tudo ou nada. O Boavista queria diminuir o saldo negativo. Já o América tentou eliminar o jogo de volta. Sem sucesso. Agora, ambos tem novo encontro marcado para o dia 16, na Arena das Dunas, às 20h30.

Dados da partida:

BOAVISTA 1×2 AMÉRICA-RN

Local: Estádio Eucyr Resende de Mendonça-RJ;
Data: Quarta-Feira, 02/04/2014;
Horário: 16h00min;

Árbitro: Devarly Lira do Rosário-ES;
Assistentes: Fábio Faustino dos Santos-ES e Ramires Cândido-ES;

>>> Boavista: Getúlio Vargas, Thiaguinho, Gustavo Geladeira, Victor e Ricardo (Vitor Hugo); Douglas Pedroso, William Maranhão, Thiago Silva (Carlinhos) e Daniel; Romário (Lucas) e André Luis . Técnico: Américo Faria.

>>> América-RN: Dida; Fabinho, Cléber, Luis Felipe e Alex Barros; Thiago Dutra (George Lucas), Val (Válber), Márcio Passos e Arthur Maia; Rodrigo Pimpão e Max (Isac). Técnico: Oliveira Canindé.

Cartões Amarelos: BOA (William Maranhão, André Luis e Vitor Hugo) – AME (Dida, Thiago Dutra)

Gols: Rodrigo Pimpão (0x1 – 29′ 1°T), Arthur Maia (0x2 – 35′ 1ºT) e Gustavo Geladeira (1×2 – 7′ 2ºT)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *