Campos não cede espaços ao Maricá, vence por 2 a 0 e larga na frente em disputa por acesso

WhatsApp Image 2018-11-28 at 18.05.16

Por Vitor Melo (Foto: Carlos Grevi)

Passados mais de um mês desde sua paralisação, o Campeonato Carioca Série B2 foi retomado na tarde desta quarta-feira, 28, pelo jogo de ida da decisão do acesso entre Campos e Maricá, no Estádio Ângelo de Carvalho, em Campos dos Goytacazes. Melhor na partida, o Roxinho mostrou grande superioridade e venceu por 2 a 0. Jairo e Dioguinho anotaram os gols na etapa complementar. Agora, o Maricá precisa vencer a partida por dois ou mais gols de diferença, caso queira conquistar a vaga na Série B1.

Campos é superior, mas não consegue balançar as redes

Mesmo com o longo período de inatividade sendo um fator agravante no rendimento de ambas as equipes, a partida teve alguns bons lampejos na primeira etapa. Apostando no erro adversário, o Maricá não se intimidou e mandou seu cartão de visita logo aos oito minutos, quando Joelzinho aproveitou a bobeada na saída de bola de Thurram e arriscou pela ponta direita, contando com a boa de defesa de Gláucio na hora do arremate.

Apesar do susto sofrido logo no início, o Campos fez valer o mando de campo e tomou as rédeas dos primeiros 45 minutos do confronto. Em contragolpe, aos 10, Jonathan por pouco não balançou a rede. No lance, o camisa 8 arrematou cruzado pela ponta direita e a bola passou tirando tinta da trave esquerda de Julio. Mantendo o ímpeto ofensivo, o Roxinho foi novamente contundente aos 15, em chute forte de Jonathan, que tirou suspiros dos maricaenses.

Superior na partida, o time campista teve sua grande chance aos 30: Tom invadiu a área pelo lado direito e mandou um chute venenoso, que acabou saindo pela linha de fundo. Sete minutos depois, foi a vez do arqueiro da equipe do Leste Fluminense virar herói. Após cruzamento da esquerda para a direita, o zagueiro alvirrubro mandou contra a própria meta, mas o camisa 1 estava atento e afastou o perigo com os pés. Depois da inversão de jogo por Bruno, aos 45, Badola finalizou na trave, mas nada que fosse suficiente para desequilibrar o confronto.

Campos insiste e encontra o caminho do gol

A volta para a etapa complementar contou com praticamente os mesmos contornos do primeiro tempo: o Campos mais efetivo no ataque e o Maricá mais retraído no campo de defesa. Através deste panorama, coube aos donos da casa encontrar o momento certo para definir as jogadas. Já os visitantes, tinham dificuldade em encaixar seu jogo e, assim, viram o adversário crescer na partida.

Fazendo valer o bom momento na disputa, o Campos, enfim, inaugurou o marcador. Aos 18 minutos, DG serviu a Dioguinho, que ajeitou para Jairo estufar a rede, sem chances para Julio. 15 minutos mais tarde, em contra-ataque, Gilsandro parou em Julio, que realizou grande defesa. Buscando mais um gol para aumentar a vantagem para o jogo da volta, o Leão do Parque Leopoldina não economizou vontade e fechou o marcador aos 36. Jairo lançou Dioguinho em profundidade, que deu um toque com enorme categoria, encobrindo o goleiro. Placar final: 2 a 0.

Maricá e Campos voltam a se enfrentar no próximo sábado, 01, às 16h, no Estádio Alzirão, pelo jogo de volta do acesso.