Heliópolis tribula Paduano com igualdade tardia de 1 a 1

WhatsApp Image 2017-10-01 at 20.19.55

Por Gustavo de Azevedo direto de Miracema (Fotos: Gustavo de Azevedo/Super Gol)

Jogando em Miracema, nesta tarde de domingo, 1º, o Paduano acabou desperdiçando uma boa chance de se aproximar da zona de playoffs do grupo A do Campeonato Estadual da Série C. O Trovão Azul não passou de um empate em 1 a 1 diante do Heliópolis em jogo válido pela 4ª rodada do returno da fase principal do certame. Agora, o time de Santo Antônio de Pádua segue na 5ª colocação do grupo A com 14 pontos e a cinco do Tomazinho, 3º colocado e último integrante da zona de playoffs. Já o Heliópolis pula momentaneamente para a 7ª colocação, somando 6 pontos, mas já sem chance de acesso.

Longo atraso não tira o gás inicial do Paduano

Sob sol forte e com expectativas díspares no certame, Paduano e Heliópolis entraram no gramado do estádio Plínio Bastos de Barros almejando vencer. De um lado, o time interiorano que ainda sonha com o acesso, do outro, o time da Baixada Fluminense que anseia terminar honrosamente a Série C. Mas para o lado do time da casa, a pressão e a angústia começaram antes do apito inicial. Devido a demora da chegada de dois enfermeiros, o jogo começou com 52 minutos de atraso. Nada que desanimasse atletas e torcedores.

Sanado os problemas legais, a partida teve seu pontapé inicial. O Paduano começou dando as cartas, exercendo forte pressão no campo de ataque, intimidando o time de Belford Roxo. Já aos quatro minutos, a primeira chance clara dos mandantes. O zagueiro Clemente invadiu a grande área e chutou forte, mas a bola só raspou o travessão do Heliópolis. Logo depois, aos cinco, após trama envolvente de Marcelo Pano e Ruan, que teve chute travado, Clodoaldo acertou bom chute no canto esquerdo de Berg, que se esticou e mandou pela linha de fundo.

Mas pressão paduana não foi em vão e logo veio o gol que agraciava o time de Pádua. Aos sete minutos, bola na área, Murilo matou no peito e ajeitou para Marcelo Pano, de meia bicicleta, acertar o canto esquerdo de Berg: Paduano 1 a 0. O Heliópolis só acordou aos oito, quando Pimenta aproveitou escanteio e testou bola no canto direito de Igor, que a espalmou. Em seguida a zaga afastou o perigo. Após fortes emoções nos primeiros minutos, o jogo caiu de ritmo, com o Paduano mantendo um maior volume de jogo. De notável no restante da parte inicial, só um chute forte de Ruan, que obrigou Berg a fazer espetacular defesa, mandando a bola sobre o gol. Por fim, o Paduano saiu com uma justa vantagem magra de 1 a 0 no placar ao intervalo.

WhatsApp Image 2017-10-01 at 20.19.55 (1)

Paduano vacila na confirmação da vitória e Heliópolis se aproveita

No segundo tempo, o panorama do jogo não se modificou logo de início. O Paduano seguia imprimindo o ritmo de jogo, com o seu bom trio de ataque buscando variar as jogadas em busca do segundo gol e levando perigo ao Azulao de Belford Roxo. Já o Heliópolis tinha dificuldades imensas de chegar ao ataque e trazer insegurança ao gol defendido por Igor.

Aos nove minutos, Clodoaldo se movimentou pela esquerda e achou Ruan livre dentro da área, mas o atacante paduano finalizou sem pontaria sobre o gol. Três minutos mais tarde, Marcelo Pano recebeu bola em profundida pela esquerda, invadiu a área e chutou para Berg mandar a escanteio. Um pouco depois, aos 25 minutos, Joca recebeu dentro da grande área, girou e chutou forte. Igor apareceu bem novamente e espalmou a bola. Em seguida, a defesa rechaçou o perigo.

A partir dos 30 minutos, o Heliópolis começou a acreditar que poderia conseguir algo mais na partida. Após algumas mexidas do treinador Silmar Fidélis no segundo tempo e aproveitando uma sensível apatia do time da casa, que não deu números finais ao placar, o Heliópolis acabou chegando ao seu gol de empate. Aos 35, Piriquito fez boa jogada pela ponta esquerda, cruzou rasteiro e Leandro escorou a bola na pequena área para o fundo das redes. Tudo igual: 1 a 1.

Com a desilusão do empate sofrido, o Paduano foi a luta nos momentos derradeiros do jogo. Aos 41 minutos, após escanteio batido por Luquinhas na direita, Murilo testou no canto esquerdo de Berg, mas a defesa salvu em cima da linha. Três minutos depois, João William, na pequena área, balançou as redes, mas a arbitragem enxergou impedimento no lance, anulando o gol. Aos 47, a última chance, Berrio levantou bola da direita, Murilo subiu alto e testou, mas a bola passou apenas rente o poste direito de Igor. Com isso, o placar final foi sacramentado no empate por 1 a 1, o que acabou frustrando o bom número de torcedores do Paduano que se deslocou até a vizinha Miracema.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Estadual do Rio de Janeiro 2017 – Série C
Fase Principal – Returno – 4ª Rodada

Paduano 1×1 Heliópolis

Local: Estádio Plínio Bastos de Barros, Miracema-RJ;
Data: Domingo, 1º de outubro de 2017;
Horário: 15 horas;

Árbitro: Fernando Moraes de Queiroz Varela;
Auxiliares: André Luís Azevedo de Souza e Ricardo Araújo de Souza;
Árbitro Reserva: Halph Alexandre de Paula;

Paduano: Igor; Berrio, Clemente, Ronzei (Afonso – 46’1ºT) e Luquinha; Joca, Alemão e Clodoaldo; Ruan (Maurício – 40’2ºT), Romarinho (Murilo – 4’1ºT) e Marcelo Pano. T: Bruno Pereira.

Heliópolis: Berg; Dedi, Matheus Moura, Eder e Pablo; Marquinho, Pimenta (Gabriel – 26’2ºT), Dijean, Selton (Alexandre – 10’2ºT) e Piriquito; Rato (Leandro – 13’2ºT). T: Silmar Fidélis.

Gols: Marcelo Pano (1×0 – 7’1ºT) e Leandro (1×1 – 35’2ºT);

Cartões Amarelos: HEL (Eder e Dijean);