Itaboraí Profute deixa Campusca na lona e segue ligado no acesso

DSCF0637

Por Gustavo de Azevedo (Fotos: Gustavo de Azevedo/Super Gol)

Não foi fácil e tampouco foi de maneira exuberante, mas de fato foi eficiente e de acordo com as necessidades do Itaboraí Profute/Volantes a vitória de 3 a 1 sobre a representação do Campo Grande na tarde deste domingo, 24, em Mesquita. Com os três pontos conquistados na partida válida pela 3ª rodada do returno do Campeonato Estadual – Série C, o time de Mesquita entrou provisoriamente na zona de playoffs do grupo B e agora torce por um tropeço do EC Resende/Guarany diante do Pérolas Negras, nesta segunda-feira, 25, em Volta Redonda. Já o Galo da Zona Oeste soma a quarta derrota seguida no acumulado dos dois turnos e vê cada vez mais distante a chance de participar da terceira divisão em 2018.

A PARTIDA

Primeira parte rústica com a bola sendo brigada por milímetro no terreno de jogo

A expectativa para o jogo desta rodada no Louzadão era de que tanto Itaboraí Profute quanto Campo Grande se lançassem às zonas decisivas do campo em busca da vitória dada a necessidade desta pelas duas equipes que buscavam se acomodar melhor em vista da busca ao acesso. No entanto, apesar da tentativa dos onzes das duas equipes, o que se viu foram muitas disputas aguerridas pela bola, jogadas de pouca criatividade e finalizações que passavam longe dos arcos dos goleiros.

Na hora de concatenar jogadas, as duas equipes se diferenciavam. O Itaboraí Profute procurava criar seu modelo de jogo com a bola trabalhada de pé em pé e por vezes forçando o jogo pelo meio. Aos 15 minutos, num desses lances, Suelinton achou Neílson dentro da grande área. O camisa 11 mesquitense balançou as redes, mas o trio de arbitragem acusou impedimento do ataque mandante, anulando a jogada. Já o Campo Grande tentava transições rápidas pelos lados, mas sempre sem sucesso. Seu melhor lance na primeira parte, onde foi por vezes dominado, acabou sendo um chute de longe do camisa 2 Patrick Igor, que tirou tinta do travessão defendido por William.

No terço final da primeira etapa, o time da casa começou a criar chances com um pouco mais de esmero. Aos 33 minutos, Kiki venceu dois atletas adversários no alto e testou para o gol, o goleiro Higor Israel bateu roupa de início, mas logo firmou a bola em seus braços. Aos 40 minutos, Piauí arriscou um petardo de longe e Higor Israel não pensou duas vezes em mandar a bola em córner. A pressão do Profute chegava ao máximo e logo no lance de escanteio ocasionado, que foi batido de forma curta, a bola foi jogada dentro da área. Robson escorou a bolana segunda trave e o oportunista Neílson completou para o fundo do gol. Itaboraí Profute 1 a 0. Este seria o placar do intervalo.

FESTA! Banco de reservas celebra o terceiro e último gol do Itaboraí Profute/Volantes nesta tarde de domingo.
FESTA! Banco de reservas celebra o terceiro e último gol do Itaboraí Profute/Volantes nesta tarde de domingo.

De cabeça fria, Itaboraí Profute contorna pressão visitante e sacramenta os três pontos

No segundo tempo, o time comandado por Vilson Porto voltou a campo decidido a reverter o marcador desfavorável e a encerrar a sequência negativa no certame. O Campo Grande não precisou de mais do que três minutos para igualar o placar: após uma jogada rápida de ataque, Douglas chutou cruzado de dentro da grande área, o goleiro William não segurou a bola e Diego Vicente mandou o rebote para as redes. Placar em igualdade: 1 a 1.

O gol de empate sofrido pareceu desnortear o Itaboraí Profute. Por outro lado, o Galo da Zona Oeste percebeu que poderia passar a frente no marcador e foi a luta. Aos 23 minutos, o meio-campo Jair encontrou o camisa 20 Douglas dentro da grande área, o mesmo dominou no peito e chutou forte no canto direito de William, que voou e colocou a bola em escanteio. Três minutos depois, Diego exigiu William novamente, que rebateu forte chute de longe no canto esquerdo para a linha final.

Vendo seu time apático, pressionado e a ponto de sofrer mais um gol, o treinador Paulo Roberto Miúdo fez três substituições ainda na primeira metade do segundo tempo. Mudanças que surtiram efeito, principalmente em relação a entrada do camisa 16 Tartá. Aos 27 minutos, o atleta, que havia entrado aos 15, saiu cara a cara com o goleiro Higor Israel e tocou a bola na saída do camisa 12, balançando as redes. Itaboraí Profute 2 a 1.

Logo depois, a vida do time mandante ficou ainda mais fácil. O zagueiro Matheus Menezes protestou de forma desmedida com a arbitragem, pedindo anulação do segundo gol adversário, e acabou expulso, deixando o Campusca com dez em campo. Com mais espaço em campo, o Itaboraí Profute chegou ao terceiro gol, aos 43 minutos. Tartá, abrilhantando ainda mais sua atuação, serviu lindamente o camisa 9 Kiki, que penetrou na grande área, driblou o goleiro e empurrou o esférico para o gol. Itaboraí Profute 3 a 1. Placar final.

Próxima Rodada

A vitória desta tarde colocou o Itaboraí Profute de vez na briga pelo acesso. Ao menos até a segunda-feira, 25, o time de Mesquita ficará em 3º lugar no grupo B com 22 pontos, se classificando momentaneamente para os playoffs. No próximo domingo, 1/10, o Itaboraí Profute jogará novamente no Nielsen Louzada, mas como visitante, diante do Tomazinho, às 15 horas. Já o Campo Grande segue somando 9 pontos, permanecendo no 6º lugar, no grupo A, vendo minimizadas ainda mais as suas chances de subir de divisão. O próximo compromisso do Galo da Zona Oeste será diante do Riostrense, também no próximo domingo, às 15 horas, estando marcado a princípio para o estádio Alziro de Almeida, em Itaboraí.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Estadual do Rio de Janeiro 2017 – Série C
Fase Principal – Returno – 3ª Rodada

Itaboraí Profute/Volantes 3×1 Campo Grande

Local: Estádio Nielsen Louzada (Louzadão), Mesquita-RJ;
Data: Domingo, 24 de setembro de 2017;
Horário: 15 horas;

Árbitro: Wagner Gomes dos Santos Rosa;
Auxiliares: Douglas Gomes Fidelis e Fábio Marques Cerqueira;
Árbitro Reserva: Natanael Freitas de Sá;

Itaboraí Profute: William; Chamisco, Ivo Rincón, Robson e Marcos Japão; Piauí, Alemão, Gomes (Jefinho – 8′ 2ºT) e Suelinton (Tartá – 15′ 2ºT); Neílson (Darlan – 22′ 2ºT) e Kiki. T: Paulo Roberto Miúdo.

Campo Grande: Higor Israel; Patrick Igor (Christian – 1′ 2ºT), Cristiano, Matheus Menezes e Luiz Henrique; Hebert, Felipe Souza, Diego e Jair; Diego Vicente e Douglas. T: Vilson Porto.

Gols: Neílson (1-0 – 41′ 1ºT), Diego Vicente (1-1 – 3′ 2ºT), Tartá (2-1 – 27′ 2ºT) e Kiki (43′ 2ºT).

Cartões Amarelos: IPV (Ivo Rincón, Marcos Japão, Piauí e Suelinton) – CAM (Felipe Souza e Diego);

Cartões Vermelhos: Matheus Menezes (CAM – 28′ 2ºT);

Público e Renda: 200 pessoas / R$ 1.600,00;