No Laranjão, Nova Iguaçu sai atrás, mas vence o Macaé de virada

NV3

Por Thierry Silva (Fotos: Bernardo Gleizer/NIFC)

Neste sábado (18), o Nova Iguaçu recebeu o Macaé, no Laranjão, em partida válida pela última rodada da Taça Guanabara. O time da casa saiu atrás, mas conseguiu a vitória na segunda etapa e venceu a primeira partida na competição. Com o placar, o Laranja chegou aos 6 pontos e ficou na terceira posição do Grupo B. Enquanto o Alvianil Praiano continuou zerado no Carioca e amargando a lanterna.

Macaé abre o placar  

NV2Jogando em casa, o Nova Iguaçu chegou primeiro com perigo. Crispim cobrou lateral na área, Iuri recebeu e mandou no gol, mas a bola passou do lado. Logo em seguida, com a mesma jogada, Wescley aproveitou o rebate da zaga e finalizou forte, mas Milton Raphael fez grande defesa, evitando a abertura do placar.

Aos 38 minutos, o lateral Raphael Azevedo se machucou e foi substituído por Simões. E a mudança mexeu com o jogo. 5 minutos após a modificação, o Macaé teve um pênalti marcado em seu favor. Hudson, com toda calma do mundo, apenas mandou para o fundo das redes, levando a vantagem dos visitantes para o intervalo.

Nova Iguaçu vira e vence

No segundo tempo, o Nova Iguaçu voltou com tudo e conseguiu o empate. Paulo Henrique cobrou falta com precisão e Simões desviou com estilo, não dando chances ao goleiro, 1 a 1. Logo após a parada técnico, o time da casa conseguiu a virada. Renan Silva esticou para Adriano pela esquerda, ele rolou para o meio e Marlon mandou para o fundo das redes, 2 a 1. Após a virada, o Laranja da Baixada Fluminense continuou na frente, na pressão e aos 45 minutos conseguiu fechar o placar. Wescley recebeu no contra-ataque, deu o passe para Adriano, que dominou e finalizou no ângulo, fazendo o terceiro e o último gol da vitória da equipe da casa.

Nova Iguaçu

3 x 1

Macaé

Estádio

Laranjão, Nova Iguaçu-RJ

Estádio

Público

525 pagantes, 574 presentes

Público

Árbitro

Luis Antonio Silva dos Santos

Árbitro

Assistentes

Eduardo Couto e Gilberto Pereira

Assistentes

Jefferson; Crispin (Vinicius Matheus), Raphael Azevedo (Simões), Murilo Henrique e Lucas; Iuri Pimentel (Renan Silva), Paulo Henrique, Caio Cezar e Wescley; Marlon e Adriano. Técnico: Edson Souza.

Escalações

Milton Raphael; Ronaldo, Aislan, Ramon e Ebert; Dierson (Xavier), Alan, Wagner Carioca e Zotti (Fernando Santos); Marquinho e Hudson (Romarinho). Técnico: Toninho Andrade.

Simões (59’), Marlon (69’) e Adriano (90’)

Gols

Hudson (43’)

Paulo Henrique

Cartões

Dierson e Ronaldo