Nova Iguaçu celebra classificação dramática e quer chegar longe no Carioca

Por Super Gol (Foto:Bernardo Gleizer/NIFC)

Agora é o Campeonato Carioca para valer! Após uma classificação sofrida e dramática na fase preliminar, o Nova Iguaçu estreia na etapa principal do Estadual neste sábado, na primeira rodada da Taça Guanabara, diante do Botafogo, às 17h, no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. A Laranja da Baixada ficou no Grupo B, que também tem Flamengo, Macaé, Madureira e Boavista.

Campeão da Série B no ano passado, o Nova Iguaçu teve de disputar a fase preliminar por conta da mudança no regulamento, com mais cinco equipes, para buscar uma das duas vagas na fase de grupos do Cariocão. A vaga só foi conquistada nos acréscimos do último jogo e por um golzinho de diferença no saldo, à frente da Cabofriense, com vitória sobre o Bonsucesso por 5 a 2 na Rua Bariri.

– Foi tenso. Acho que foi o finalzinho mais tenso de um jogo meu aqui pelo Nova Iguaçu, perguntando a todo momento quanto estava o jogo lá (da Cabofriense, que venceu a já classificada Portuguesa por 4 a 1). Cada gol que nós fazíamos dava um alívio, no finalzinho as coisas se complicaram, mas foi merecido – afirmou o capitão Paulo Henrique, que está no clube desde dezembro de 2013.

A campanha na fase preliminar foi cercada de percalços. Após um empate na estreia debaixo de um dilúvio na Rua Bariri contra a Portuguesa, o Nova Iguaçu venceu o Tigres do Brasil por 2 a 0 em casa. Depois, vencia o Campos por 2 a 0, mas permitiu o empate nos acréscimos. No jogo seguinte, vencia a Cabofriense por 2 a 1, mas permitiu a virada também no finalzinho. A vaga ficou para a última rodada, com drama.

– Essa semana foi tensa, por conta dos jogos contra o Campos e a Cabofriense. Vínhamos fazendo bons jogos, mas sofrendo gols no final, deixando uma amargura. Mas o futebol é assim, te traz surpresas. Conseguimos fazer o resultado contra o Bonsucesso, aquele drama no final esperando acabar o jogo… Merecíamos essa classificação, por tudo que fizemos na Série B – disse o atacante Adriano.

Com passagens pela Europa, artilharia conquistada no futebol asiático e passagens por Vasco da Gama e Internacional, Adriano é uma das peças mais experientes do elenco. Ele chegou na Série B e tem sido fundamental na atual temporada, com gols e assistências. Um dos fatos citados por ele é o crescimento dos garotos revelados na base do Nova Iguaçu, que possui desde 2013 o Certificado de Clube Formador da CBF.

– Por tudo que a diretoria oferece, as condições de treinamento, por cumprirem o que prometem, o Nova Iguaçu não poderia disputar a Segunda Divisão. Eu vim só para acrescentar. Estou feliz aqui, e vemos também o crescimento dos garotos também, como o Lucas, o Yan, o Marlon, o Wescley… Fico feliz de estar contribuindo positivamente para o crescimento do Nova Iguaçu – contou.

Passado o sofrimento da chamada “seletiva”, o Nova Iguaçu agora projeta uma boa campanha na fase de grupos do Campeonato Carioca. Para isso, conta com a base do time já montada desde o ano passado e o ritmo de competição por conta da fase preliminar, que se iniciou no dia 11. O capitão Paulo Henrique, que completou 150 jogos pelo clube, sonha alto.

– Vamos sempre pedir o apoio da nossa torcida, que nos incentivou muito. Eles podem esperar uma equipe aguerrida em cada jogada. Vamos para o Campeonato Carioca para fazer história, não vamos entrar apenas para competir – prometeu o volante.