Páscoa? Holanda ‘distribui’ chocolate para a Espanha na Bahia: 5 a 1

Por Super Gol

Van Persie ajudou no 'chocolate' holandês (Foto: Getty Images)
Van Persie ajudou no ‘chocolate’ holandês
(Foto: Getty Images)

Na reedição da final da última Copa do Mundo, que ocorreu na África do Sul em 2010, Espanha e Holanda entraram em campo nesta tarde, 13, no Estádio da Fonte Nova, em Salvador, Bahia. Os holandeses, que foram vices no Mundial passado, golearam os espanhóis por 5 a 1, de virada. Com o resultado, a Seleção Holandesa está no topo do Grupo B com três, com saldo positivo de quatro gols. Já o Espanha é a lanterna, somando nada e com -4 no saldo.

A partida

O jogo começou elétrico. Logo aos sete minutos, Sneijder recebeu frente a frente com Cassillas e bateu, mas com a mão direita o arqueiro salvou. A resposta espanhola veio aos dez, quando Iniesta recebeu na intermediaria, carregou e arriscou da entrada da área; a bola subiu muito e saiu sobre a meta de Cillessen.

Aos 25, Diego Costa driblou Veij, que deixou a perna e o jogador da Seleção Espanhola foi ao chão. Pênalti. Xabi Alonso cobrou rasteiro, na direita de Cillessen, que se esticou todo, mas não defendeu: 1 a 0.

Na marca de 42 minutos, a Espanha teve a chance de ampliar com David Silva. Ele recebeu bolão de Iniesta e, na cara do gol, tentou por cobertura; a bola saiu à direita. No minuto seguinte, Blind lançou para área, Van Persie “arrancou” e mergulhou para encobrir, de cabeça, Casillas: 1 a 1.

Holanda ‘sobra’ no segundo tempo

Logo no começo do segundo tempo, a Holanda virou o jogo: Robben recebeu na área, limpou dois marcadores numa só jogada e tirou de Casillas, aos sete. Virada: 2 a 1 Holanda. Aos 14, o autor do último gol recuperou a bola, fez o passe para Van Persei. O camisa 9 soltou um foguete, que explodiu no travessão.

“Passeando” em campo, a Holanda marcou o terceiro gol aos 19, quando Sneijder cobrou falta no segundo pau, Cassilas foi deslocado por Van Persie e, debaixo da trave, De Vrij pôs pro fundo do gol. Aos 21, David Silva marcou para a Espanha, mas foi assinalado o impedimento.

Aos 26, Casillas fez lambança, deu de presente para Van Persie. O holandês saiu de frente para o gol e estufou a rede: 4 a 1. A Espanha respondeu aos 30, em cobrança de falta de Sergio Ramos, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O que já estava ruim para os espanhóis, aos 34, piorou. Na ocasião, Robben ganhou na velocidade, deixou Sergio Ramos para trás, limpou Cassilas e fez o quinto. E, aos 41, se não fosse o camisa 1 da Espanha, a coisa ficaria mais feia. Iker salvou em dois lances seguidos, mas de nada adiantou: 5 a 1 Holanda, placar final.