Pessoas usando drogas e muitas confusões marcam rodada do Carioca Feminino

Por Super Gol

Os campeonatos do Rio de Janeiro reservam, por si só, bizarrices. E seguindo a “tradição” fluminense, o Cariocão Feminino contou na sua última rodada com esses velhos problemas, como pessoas se drogando em campo, enfermeiro fazendo o papel de médico e equipe de arbitragem cercada na saída do estádio.

No sábado (5), Búzios e Karanba fizeram a segunda partida da 8ª rodada da competição – antes, o Flamengo aplicou impiedosos 10 a 0 no Duque de Caxias – no Estádio Municipal que leva o nome da equipe. As buzianas perderam por 2 a 1 para as gonçalenses, porém, uma verdadeira confusão se instalou dentro e fora do gramado após a expulsão de Petror, após o apito final, sendo que uma bomba já havia explodindo no local, conforme o relato da arbitragem.

sumula1súmula2E os problemas não pararam por aí. No dia seguinte, domingo (6), Bangu e Barcelona se enfrentaram no Esporte Clube São José, em Magalhães Bastos, na Zona Oeste. A partida se atrasou em quase uma hora porque pessoas estavam consumindo drogas dentro do campo de jogo… E ali continuaram.

sumula3

Porém, ao final da partida – vencida pelo Barcelona por 4 a 0 – , foi constatado que o médico responsável, na verdade, não era médico e, sim, enfermeiro. Ou seja, a bola não deveria ter rolado. A árbitra Millena Cristina anexou o comunicado do acontecimento.

sumula4

Com Flamengo e Barcelona já garantidos na final, as demais equipes cumprem apenas tabela nas últimas duas rodadas.