Pintou o 7! Alemanha ‘executa’ o Brasil no Mineirão

Por Emerson Pereira

Alemanha "sobrou" dentro de campo e goleou o Brasil (Foto: Getty Images)
Alemanha “sobrou” dentro de campo e goleou o Brasil (Foto: Getty Images)

Trágico! Catástrofe! Vexame! Enfim, todos esses adjetivos são poucos para descrever o que o ocorreu nesta tarde, 8, no Estádio do Mineirão. Uma derrota, por 7 a 1, que estará eternamente cravada na história do Brasil e das Copas do Mundo. Com a goleada, a nossa Seleção está fora da disputa pelo 6º título num Mundial.

Uma, duas, três…. Cinco vezes Alemanha

Totalmente perdida dentro de campo, a Seleção Brasileira dava espaços e pecava nos passes. Aos 10 minutos, Kroos cobrou escanteio da direita – o córner se originou após passe errado de Marcelo – para área. A bola viajou e chegou, livre, para Thomas Müller, que completou de cabeça: 1 a 0 Alemanha.

Aos 22, Toni Kroos serviu Klose, dentro da área. Ele dominou, limpou a marcação e concluiu para a defesa de Julio César. O camisa 11 da Alemanha insistiu e, no rebote, fez o segundo. Dois minutos depois, Lahm avançou pela direita e cruzou, ninguém cortou e Kroos assinalou o terceiro para os alemães.

Totalmente desnorteados, os atletas do Brasil assistiam o “passeio” alemão. Aos 25, Khedira roubou bola de Fernandinho e tocou para Toni Kroos. Livre, mais uma vez, ele pôs pro fundo do barbante: 4 a 0 Alemanha. Aos 28, o autor do último desarme, Khedira, recuperou a pelota no meio de campo, tabelou com Özil e mandou na direita de Julio César. Vexame: 5 a 0 em favor dos alemães, placar do primeiro tempo.

Alemanha marca mais dois e consolida goleada

Na volta do intervalo, o Brasil tentou diminuir o prejuízo em BH, porém, faltou combinar com o goleiro Neuer. Aos sete, Paulinho tentou por duas vezes, mas o arqueiro alemão fez dois milagres. Aos 15, Schweinsteiger fez passe para Müller, que arriscou de longe e, com a ponta dos dedos, Julio César defendeu.

O vexame brasileiro aumentou aos 23 minutos, quando Schürrle recebeu bola de Lahm e, na pequena área, fez o sexto. Aos 34, novamente Schürrle balançou a rede do Brasil. Ele recebeu dentro da área e, sem dó e piedade, encheu o pé. A bola bateu no travessão e morreu no fundo do gol canarinho: 7 a 0.

Por pouco, aos 44, Özil não fez o oitavo. Ele saiu frente a frente com Julio César e bateu pela linha de fundo. No minuto seguinte, Oscar recebeu bola no ataque, driblou Boateng e bateu na esquerda de Neuer. Gol de honra do Brasil: 7 a 1 Alemanha.

Torcida brasileira fica frustada com a goleado no "Minerazo" (Foto: Getty Images)
Torcida brasileira fica frustada com a goleado no “Minerazo” (Foto: Getty Images)