Rafinha foge de lamentações em derrota do Cano na decisão da B1 e condiciona foco em título da Copa Rio

DSC_0330

 

Por Vitor Melo (Foto: Emerson Pereira/Super Gol)

Apesar de não alcançar o título de campeão da Série B1, o Americano cumpriu sua missão: a equipe de campos dos Goytacazes vai disputar a elite do estadual, fato que não ocorria desde 2012. Além do acesso, o Alvinegro do Parque Tamandaré poderá atuar em uma competição nacional no próximo ano, basta conquistar o título da Copa Rio. Através desse panorama, o lateral-esquerdo Rafinha comentou sobre a atuação da equipe na na disputa contra o America, pela final da Série B1, mas preferiu manter foco na decisão que ainda resta para o Glorioso:

– No meu ponto de vista, fomos melhores na partida, tivemos mais chances que o America. Eles também tiveram uma chance clara, mas nós não soubemos aproveitar a nossa. Sabemos que a final é decidida por detalhes. O jogador deles teve a felicidade de acertar aquele chute e fazer o gol. Nós criamos, lutamos, não deixamos de correr, porém, não conseguimos o gol de empate – avalia Rafinha, que continua:

– Como foi dito, estamos de parabéns, conseguimos o nosso objetivo que era o acesso. O título era a nossa cereja do bolo, mas infelizmente não conseguimos sair vencedores. Agora, são sete dias decisivos, temos a final da Copa Rio contra o Itaboraí e vamos atrás desse título, para que possamos recolocar o Americano no cenário nacional e ter um calendário para o ano que vem. Iremos descansar, pois quarta-feira tem mais uma batalha diante da forte equipe do Itaboraí – comenta o lateral, que parabeniza a campanha da equipe, já pensando no próximo confronto pela Copa Rio.

Mantendo as atenções na decisão da Copa Rio, Rafinha frisou a qualidade do adversário. O jogador prefere transformar a cautela em otimismo para realizar um bom desempenho diante do Itaboraí:

– Vai ser um jogo muito difícil. São jogadores de qualidade, é um time que se deixar jogar consegue nos envolver, tem o Edu que é um atacante muito forte, sabe fazer gol, tem o próprio Nélio, Galhardo. Então, são jogadores que a gente conhece bem, mas o professor (Josué) sabe como estudar o adversário. Vamos conversar durante a semana, para conseguirmos fazer um bom jogo contra o Itaboraí – encerra Rafinha.

Itaboraí e Americano se enfrentam na tarde da próxima quarta-feira, 03, às 15h, no Estádio Alzirão, pelo jogo de ida da final da Copa Rio.