Resende vence de virada, assume a liderança da Seletiva e elimina o Nova Iguaçu

Por Emerson Pereira (Fotos: Emerson Pereira/Super Gol)

O Resende viveu um carrossel de emoções na tarde desta quarta-feira, 9, no Estádio Jânio Moares. A equipe do Sul Fluminense saiu atrás numa cobrança de pênalti, empatou, desperdiçou uma penalidade e, mesmo assim, acabou conquistando a virada para cima do Nova Iguaçu pela penúltima rodada da Seletiva do Campeonato Carioca. Zambi, velho conhecido dos laranjas, e Sabão marcaram os gols do Gigante do Vale. Paulo Henrique havia marcado para o time da Baixada.

O resultado colocou a equipe alvinegra na liderança da Seletiva, chegando aos oito pontos e dependendo apenas de si para chegar na fase principal. Por outro lado, o Nova Iguaçu terá que amargar a briga contra o rebaixamento à Série B1 no Grupo X, já que soma três pontos e foi eliminado.

O jogo

O Nova Iguaçu entrou em campo pressionado. Vindo de duas derrotas, o time do técnico Marcelo Salles começou a partida no campo ofensivo e levou perigo logo no primeiro minuto, quando Lucas cruzou pela esquerda e Andrezinho cabeceou à direita. O camisa 10 voltou a levar perigo logo em seguida ao bater de primeira, mandando rente a trave.

Mais recuado, o Resende deixava o Nova Iguaçu tocar bola em seu campo defensivo e marcava a partir do meio-campo. Com o forte calor, a partida caiu de produção e somente voltou a ter emoção aos 30 minutos. Zambi avançou em velocidade e foi derrubado por Rafael Neuhaus, o que gerou reclamações por parte da comissão técnica alvinegra. A arbitragem mandou seguir e a equipe da Baixada Fluminense saiu em contra-ataque. Pela direita, Lucas Campos disparou, invadiu a área e acabou tocado pelo goleiro Ranule. Pênalti marcado. Com categoria, Paulo Henrique colocou no fundo da rede: 1 a 0.

Atrás, o Gigante do Vale por pouco não empatou aos 33 minutos. Maxwell recebeu cruzmento da esquerda e emendou bicicleta mas a bola bateu no pé da trave esquerda e a defesa cortou na sequência. Na resposta iguaçuana, Andrezinho achou Lucas Campos, que finalizou e Ranule salvou. Aos 46, a equipe visitante assustou na bola parada. Jeanderson cobrou falta da entrada da área e obrigou o goleiro Jefferson a voar no canto direito para colocar pela linha de fundo, assegurando a vitoria parcial de sua equipe.

DSC_0145

Diferentemente do primeiro tempo, o Resende voltou para a etapa final bem mais ofensivo. Aos cinco minutos, Zambi cruzou pela esquerda e Felipe Souza cabeceou para fora. Por outro lado, o Nova Iguaçu assustou em chute de Rodrigo Yuri, aos 12. Porém, dois minutos depois, o gol do Gigante do Vale saiu. Arthur Faria cobrou falta na área e Zambi cabeceou forte, na esquerda: 1 a 1.

Aproveitando o bom momento, a equipe de Edson Souza teve a chance de virar aos 20 minutos. Maxwell sofreu pênalti de Jefferson e Jackson cobrou, mas parou na defesa do goleiro iguaçuano. Com isso, o jogo seguiu em aberto e os donos da casa ficaram no quase aos 28, quando Rodrigo Yuri alçou na área, Ranule saiu de soco e a bola sobrou para Lucas Campos. Ele mandou de primeira e a pelota passou raspando o travessão. Contudo, cinco minutos depois, Sabão recebeu na grande área e bateu com tranquilidade para decretar a virada: 2 a 1 Resende.