Volta Redonda e Portuguesa empatam em grande jogo

Por Emerson Pereira

O Voltaço recebeu a Portuguesa no estádio Raulino de Oliveira. Em um jogo muito movimentado, com quatro gols, a partida terminou empatada em 2 a 2. Com gols de Tiago Amaral e o artilheiro Allan. Com o resultado, o Volta Redonda ficou na quarta posição do Grupo B, com 5 pontos. Enquanto a Lusa se encontra na sétima posição do Grupo A, com apenas 4 pontos.

Tiago Amaral abre o placar com golaço

Foto: João Carlos Gomes/Full Press
Foto: João Carlos Gomes/Full Press

Atuando diante de sua torcida, o Volta Redonda começou a partida impondo seu ritmo de jogo. Logo aos três, Dija Baiano pegou a sobra da defesa lusitana e bateu com perigo. Aos 11, Marcelo fez boa jogada, viu espaço e mandou rente a trave direita de Victor.

A Portuguesa respondeu imediatamente, quando Henrique Dias dividiu e a bola sobrou para Rafael Paty. Ele pegou de primeira e Mota foi no canto direito para efetuar a defesa. Porém, foi o Tricolor de Aço que abriu a contagem, na marca dos 38 minutos. Adriano foi desarmado no meio, os rubro-verdes pediram falta, mas o lance seguiu e a pelota chegou nos pés de Tiago Amaral. O atacante cortou para o meio e mandou colocado, no ângulo esquerdo para decretar o 1 a 0 em favor do Voltaço.

Portugesa busca o empate em segundo tempo de Victor

A Portuguesa voltou do vestiário mostrando que queria sair com um resultado favorável do Sul Fluminense. Aos dois, Allan cobrou falta de longo no ângulo esquece de Mota, deixando tudo igual. Em seguida, Dija Baiano bateu para um verdadeiro milagre de Victor.

E o lance anterior manteve o bom momento do Tricolor de Aço. Aos seis, Bruno Barra recebeu cruzamento e cabeceou para outra linda defesa de Victor. Em seguida, o arqueiro novamente apareceu, desta vez em conclusão de Tiago Amaral.

A blitz do Voltaço seguiu e quase o gol de desempate saiu, aos 16. Niltinho roubou bola de Diego Maia, driblou Victor e bateu, mas o lateral se recuperou e salvou. A pressão seguiu e o time de Felipe Surian reencontrou as redes, em cabeceio certeiro de Tiago Amaral: 2 a 1.

No minuto seguinte, Victor Hugo recebeu passe de Allan dentro da área, teve tranquilidade e encheu o pé para empatar. Aos 32, Niltinho recebeu com liberdade e bateu com força, porém, Victor foi buscar e desviou com as pontas dos dedos para a trave. E o camisa 1 da Ilha do Governador seguiu operando seus milagres. Aos 43 de bola rolando, Niltinho colocou na área e Lopes Tigrão cabeceou para nova intervenção, assegurando o ponto para a Portuguesa.