Volta Redonda vence o Madureira com 244 torcedores no Raulino de Oliveira

Por Luis Miguel (Foto: Paulo Dimas /Diário do Vale)

5 gols, clima bom, jogo disputado e 244 torcedores. A partida entre Volta Redonda e Madureira no Estádio Raulino de Oliveira foi um jogo pra quem gosta de emoções e muitos gols. Octávio, duas vezes, e David Batista marcaram para a equipe mandante. Geovane Maranhão e Luciano descontaram para o Tricolor Suburbano. Com o resultado, o Voltaço chegou ao segundo lugar do grupo C e o Madureira ocupa a quarta colocação do grupo B.

O JOGO

O primeiro tempo foi pouco movimentado, mas teve emoção no início. Aos cinco muitos, Cristiano aproveitou vacilo de Willian e cruzou rasteiro para David Batista concluir e marcar o primeiro gol da partida.

O Madureira foi se acertando na partida e aos 11 minutos chegou duas vezes com Júlio César. O camisa 10 chutou de longe, a bola pegou na zaga. No rebote, o mesmo Júlio César tentou acertar o ângulo, mas a bola saiu por cima do gol. No contra-ataque, Luís Gustavo tabelou com David Batista na área, mas Rafael saiu para fazer a defesa.

Na segunda etapa, o Madureira se lançou ao ataque e o Volta Redonda aproveitava os espaços. Aos quarto minutos, Gustavo avançou pelo lado esquerdo e tentou o cruzamento para a área do Madureira. A bola pegou efeito, quase encobriu o goleiro Rafael, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 13 a equipe comandada por PC Gusmão chegou ao empate. Luciano abriu o jogo com Júlio César pela esquerda. O camisa 10 bateu cruzado e Geovane Maranhão chegou concluindo para o gol. Aos 20 minutos Octávio entrou no lugar de Gustavo e o começou a mudar a partida. Três minutos depois de entrar, o camisa 18 marcou, mas o juiz marcou o impedimento. Seis minutos depois, aos 29, Octávio voltou a marcar, e desta vez valeu. Após cobrança de lateral, a bola apareceu na área e o meia aproveitou o vacilo da zaga, mandando para o fundo do gol.

O Madureira não sentiu o golpe, foi pra cima e logo conseguiu empatar. Júlio César encontrou Souza dentro da área. O camisa 9 protegeu e encontrou Luciano no meio da área. O camisa 8 escorou com a coxa esquerda para o fundo do gol.

Quando todos achavam que o empate iria permanecer no placar, o Volta Redonda conseguiu fazer o terceiro. Luís Gustavo avançou pelo lado esquerdo, invadiu a área e foi tocado por Fábio Braz, que vinha logo atrás. Octávio chamou a responsabilidade, bateu com cavadinha e marcou o gol da vitória.

Na próxima rodada, a equipe comandada por Felipe Surian visita o Boavista, na quarta-feira, 22, em Bacaxá. O Madureira também joga fora, mas contra a equipe do Vasco, na mesma quarta-feira.

A partida
Volta Redonda 3 x 2 Madureira – Taça Rio, 2ª rodada – 19/03/2017 às 19h

Estádio Raulino de Oliveira (Volta Redonda-RJ)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique e Michael Correia

Volta Redonda: Douglas Borges; Henrique, Luan, Maílson e Cristiano; Pablo, João Cleriston e Marcelo (Luã Lúcio, 39’/2ºT); Luis Gustavo, David (Diego Souza, 37’/2ºT) e Gustavo Moura (Octávio, 20’/2ºT). Técnico: Felipe Surian.

Madureira: Rafael; Arlen (Fábio Braz, 26’/2ºT), Diego Guerra, Alex Moraes (Geovane Maranhão, 13’/2ºT) e Douglas Lima; Leandro Carvalho, William (Wanderson, intervalo), Rezende e Luciano; Júlio César e Souza. Técnico: PC Gusmão.

Cartões amarelos: João Cleriston, Luan, Luis Gustavo e Luã Lúcio (VRE); Alex Moraes, Fábio Braz, Diego Guerra, Leandro Carvalho, Rezende e William (MAD)

Gols: David, 5’/1ºT (1-0); Geovane Maranhão, 13’/2ºT (1-1); Octávio, 29’/2ºT (2-1); Luciano, 33’/2ºT (2-2); Octávio, 45’/2ºT (3-2)